Blog do Ap Josué Barbosa

sábado, 31 de julho de 2010

Desatando a Unção de Conversão na Família

“Depois, trazendo-os para fora, disse: Senhores, que devo fazer para que seja salvo? Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa. Atos 16:30-31.”

1-Promessas de conversão de nossa casa

Embora, seja consenso entre a maioria dos estudiosos da Bíblia, de que esta passagem é especificamente voltada para o carcereiro e sua família. Podemos, entretanto, tomar como promessa de Deus para nós, se não vejamos; em Atos 16:14-15, fala expressamente da conversão de uma mulher chamada Lídia, no verso 15, relata;... “Ela e toda a sua casa”..., referindo-se que foi batizada naquele dia, aquela família. Ainda para mostrar outro exemplo bíblico, o Apóstolo Pedro, em sua exposição aos Judeus em Jerusalém, Atos 11; 1-18, falou como se deu a conversão de Cornélio e de sua família, Atos 10; 44. É preciso, salientar, sobretudo, que não queremos com essas narrativas, afirmar que a Bíblia promete, rigorosamente, a conversão de nossos familiares, simplesmente pelo fato de termos recebido a Cristo como Salvador de nossas almas, é o que o Apóstolo Paulo deixa claro em 1 Coríntios, 7:16 “ Pois, como sabes, ó mulher, se salvarás teu marido? Ou, como sabes, ó marido, se salvarás tua mulher?

2-Promessas e garantias

O Apóstolo fala no texto anterior de garantia, que é a certeza revelada por Deus sem depender de outros fatores, por exemplo: A Bíblia diz; "Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos serás Salvo". Romanos 10:09. Esta é uma garantia, depois de realizado o fator preponderante que é, o abrir a porta do coração para que Cristo possa entrar, Apocalipse 3:20. Antes desta decisão, no entanto, alguém deve ter clamado para o quebrantamento deste coração, e assim, Deus agiu, quando a porta foi aberta, Cristo entrou. Tem-se que lutar pelas promessas fazê-las acontecer pela oração e súplicas. Deus prometeu a terra de Canaã a Israel, os israelitas tiveram que lutar pela posse, esta sim, era uma garantia de Deus, a posse, vemos que muitos não creram e não viram a promessa se concretizar.

3-Agindo conforme as regras

A Constituição de nosso país assegura que nosso domicílio (casa) é inviolável, não podendo nele ninguém penetrar sem prévia autorização do proprietário ou por ordem judicial, nesta última, somente durante o dia. Assim as autoridades que têm legitimidade, não podem transgredir a lei, geralmente não vão contra este princípio constitucional. Tomamos este exemplo, apenas para que você compreenda a questão espiritual que nos envolve. Deus tem legitimidade sobre nossas vidas, como criador e Senhor, e Ele especificou regras, Romanos 10:9-10, Apocalipse 3:20, João 3:36, apenas para citar alguns versículos, para que você entenda. Deus não vai transgredir estas normas, embora tenha poderes para isso, pois a Bíblia diz; que, o pecado é a transgressão da Lei, 1 João 3:4c, e Deus não peca, 1 João 5b.

4-A transgressão não vem de Deus

Mas, a Bíblia adverte, que existe um transgressor das normas físicas e espirituais, em João 8;44, “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhes os desejos. Ele foi homicida deste o principio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira”. Se ele é transgressor da Lei, podemos então, voltar ao exemplo extraído de nossa constituição, ele não tem legitimidade e nele não está a verdade, e através da mentira, com astúcia entra nos lares sem ser convidado, corrompe as famílias de toda forma, causando intrigas, entre todos os membros, separações em todos os níveis, contendas.

5-Anulando o transgressor pela legitimidade espiritual

Os membros de uma família são portas de entradas de bênçãos ou maldições. No entanto, A Bíblia diz que; Jesus se manifestou para destruir as obras do diabo, 1 João 3:8b, e isto é uma garantia, e a anulação destas obras se dá por legitimidade, e neste caso a autoridade recai sobre cada membro da família.

6-A legitimidade do pai

A maior responsabilidade e legitimidade são do homem enquanto pai ou esposo, constituído por Deus chefe maior da família. Em Gênesis 2:15-17; “Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no Jardim do Édem para o cultivar e o guardar. E O Senhor Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás”. Deus legitima o homem como sacerdote sobre sua família, dar a responsabilidade sacerdotal, que é apresentar a vida espiritual da família diante de Deus, através de intercessões contínuas. O homem deve buscar um relacionamento com Cristo, para assumir a legitimidade de sacerdote sobre sua casa para que veja as promessas de Deus se cumprirem em sua vida. A Bíblia adverte que as orações do homem podem ser interrompidas se ele não cumprir seu papel, 1 Pedro 3:7, o Apóstolo Paulo disse que, a esposa, mesmo que não conhecendo a Cristo, é santificada pelo convívio do marido crente. Então, agora, precisamos voltar ao princípio do texto, ao relato do carcereiro, nossa família pode ser restaurada pela presença de Deus, através de um convite pessoal, AP 3;20, e vem, prioritariamente através do homem, que tem legitimidade de Deus, como cabeça do lar, Efésios 5:23. Mas infelizmente, nem todos os homens, são conscientes de sua responsabilidade, e menosprezam o relacionamento com Deus, não sendo porta de entrada de bênçãos de Deus em sua casa, sendo entrave para conversão da família.

7-A legitimidade da mãe

O Apóstolo Paulo em 1 Coríntios 7:14, diz que o marido incrédulo é santificado no convívio da esposa, santificado é diferente de ser salvo, o que está em foco aqui é exatamente cumprir os mandamentos do senhor, para ser porta de entrada de bênçãos através do testemunho, e busca incessante de Deus por parte da mulher, que sendo sábia edifica a sua casa Provérbios 14:1a. Para compensar a falta do esposo como sacerdote, a mulher tem que assumir esta função, que é somente espiritual, de intercessão, nunca de chefe na família, pois este papel é sempre do homem, e isto envolve reconhecer que seu lar precisa de Cristo. Deve ser a mulher, submissa ao esposo, Efésios 5;22, a fim de que Deus opere e transforme sua família, pois, todo lar ajustado ou desajustado precisa da ação poderosa de Deus, que vem através da conversão de seus membros ao SENHOR.

8-A vontade de Deus é que toda família em conjunto cumpra seu papel

Deus legitimou os pais como modelos de caráter, dedicação, honestidade, moral, para que pudessem ser canais de bênçãos para os filhos, consolidando o lar como célula maior da sociedade, para que assim, todos reconheçam ao Senhor como único e verdadeiro Deus. Mas, nem sempre isto acontece muitas vezes os corações dos pais são endurecidos pela religiosidade, ou até mesmo pelas dificuldades enfrentadas no decorrer de suas histórias, o que causa muitos problemas, inclusive traumas profundos na alma dos filhos, se você é um pai ou uma mãe ou até mesmo filho que tenha vivido esta realidade, hoje o Senhor Jesus quer te libertar.

9-A responsabilidade dos filhos

Se você não vê em seus pais este referencial de líderes espirituais, então é nesta hora que você, como filho deve assumir a função sacerdotal de seu lar, recebendo a Cristo e vivendo de acordo com a palavra de Deus. A Bíblia ordena que os filhos obedeçam a seus pais no Senhor, pois isto é justo, honrar o pai e a mãe, para que os dias de vida sejam prolongados sobre a terra, Efésios 6:1-3. Veja que até os dias de vida de uma pessoa, estão condicionados à obediência aos pais, que dirá outras coisas mais simples como a felicidade do lar, o quebrantamento do coração dos pais através do testemunho de vida, das mudanças de atitude.

10-O projeto maior de Deus para as famílias

O fato é que, o Senhor tem projetos grandiosos para nossas famílias, porém, vimos que todos os membros são portas de entrada de bênçãos, e a salvação é uma dádiva de Deus para o homem, e neste sentido, a Salvação de nossa família é um processo que alguém tem de iniciar, pois, o Senhor já determinou a mudança de nossa história ao enviar seu Filho ao mundo para pagar o preço de nossos pecados. Tanto pai, mãe ou filho tem essa responsabilidade, e hoje, Deus está chamando você, que exerce uma destas funções em uma família, vivendo ou não com ela, para aceitar o desafio de servir a Cristo e desatar uma Unção que vai mudar para sempre esta história, pois a maioria dos problemas que enfrentamos é conseqüência da negligência para com as coisas de Deus e de fatores espirituais mal administrados. De certa forma, é o que podemos chamar de ausência de Deus. Sabemos que “Deus é presente, nunca ausente.” “Chegai-vos a Deus e ele se chegará a vós outros” é o que diz em Tiago 4:8ª, achegue-se hoje mesmo a Deus, e ele te tornará um herdeiro da promessa, pois achegar-se é, sobretudo, envolver-se em relacionamento com ele, e quando isto acontecer através da conversão, a promessa se realizará como garantia do amor incondicional de Deus por você.

Pr Josué Barbosa
Ministério Internacional das Nações. Fortaleza-Ce

Um comentário:

  1. PASTOR ;;;;
    SHALON,, QUE PALAVRA TREMENDA;; ESSA SOBRE Promessas de conversão de nossa casa .....
    ESSE PRIMEIRO PONTO ME TROUSSE A MEMORIA SO O QUE ME DA ESPERANÇA;;; DE VER MINHA FAMILIA AOS PÉS DE CRISTO;;;
    FIQUEI MUITO FELIZ EM VER MINHA MÃE SE DIRECIONANDO AO ALTAR E ACEITANDO JESUS DE NOVO;;;
    QUE TREMENDO FOI VER DEUS MUDANDO MINHA CASA;;; DEUS MUDANDO MINHA HISTORIA;;;;;
    PASTOR AGORA POSSO DIZER;;;;
    MINHA CASA E SEDE DO AVIVAMENTO;;;;;
    SUA FAMILIA E UM REFERENCIAL PARA MINHA CASA;;;;;
    SHALON PASTOR;;; AMO VCS EM PROFUNDIDADE;;;;
    SHALON;;; FICA NA PAZ;;;;

    ResponderExcluir