Blog do Ap Josué Barbosa

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

A MORTE DA MORTE

A MORTE DA MORTE

“Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo.” Rm 5:12;17.

Este texto relata a maneira como os homens herdaram a natureza pecaminosa, todos são descendentes de Adão. Pois a Bíblia diz que de um só, Deus fez toda a raça humana, Atos 17:26. Antes, porém, em Gênesis 1:26, Deus criou o homem à sua imagem e semelhança e lhe deu domínio sobre toda a terra, Gn 1:26. O homem foi criado à semelhança de Deus, para ter um relacionamento perfeito com Ele. Contudo, rebelando-se contra Deus, escolheu seguir o seu próprio caminho desfazendo assim, seu relacionamento com o Senhor, com esta atitude de desobedecê-lo, entrou o pecado no mundo. Vemos, então, que o pecado entrou por uma legalidade da parte do homem, já que Deus lhe deu autoridade sobre toda terra. Ao desobedecer à ordem de Deus de Gn 2:15-17, o homem amaldiçoou a terra, Gênesis 3:17. O que nos leva a concluir que o pecado, colocou o homem embaixo de maldição.

A NATUREZA PECAMINOSA

Com a queda, em Gênesis 3, o homem herdou a natureza pecaminosa, como já vimos, passando a Natureza caída a todos seus descendentes, gerando filhos à sua semelhança caída Gn 5:3. Todos são gerados em pecado, destituídos da glória de Deus, Romanos 3:23. Pois o pecado entrou no mundo e pelo pecado a morte. Todos os homens estavam assim, fadados à morte, “Por que o Salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Por isso, todos os homens de todas as raças e povos entraram debaixo deste decreto maligno, sem esperança, ou possibilidade, em estado de depravação total. Separados eternamente de Deus. Desta forma, não conseguem aceitar os desígnios de Deus para suas vidas. O fato interessante no mundo físico que reflete no mundo espiritual está em Gênesis 3:7,8: O homem reconhece seu erro ao se esconder de Deus,(denunciando sua consciência de pecado) e ao mesmo tempo, como hoje, tenta fabricar para si, solução, física para seu problema espiritual, o homem recorre à natureza como solução. O senhor, então, faz o primeiro sacrifício em favor do homem. Pois, nem a primeira aliança, com Moisés, foi sancionada sem sangue, Hb 9:18-20. Uma vez que, “Sem derramamento de sangue, não há remissão”, como veremos a seguir. Estamos diante de um fato, ao tentar solucionar seu problema, com vestimentas de folhas, o homem reconhece o nível de seu problema, todos têm esta consciência, isto se reflete hoje em cada coração consciente de seu pecado e que necessita de que algo, em um nível superior, seja feito. No entanto, despreza a Soberania do Senhor, por isso, diz a Bíblia, são indesculpáveis perante Deus, Pois detém a verdade pela injustiça, Rm 1:18. Por perceberem também, por esta consciência, os atributos visíveis de Deus, Rm 1:19-20.

A PROVIDÊNCIA DE DEUS

Para anular este decreto maligno, somente outro decreto no mundo espiritual, declarado por Deus, Gn 3;15, aponta para Cristo, que efetua um Sacrifício, Hb 9:28;10:10, e com este sacrifício sela-se uma Aliança, onde há uma herança estabelecida, a de purificar a nossa consciência de obras mortas,para servirmos ao Deus vivo, Hb 9:14.Contudo, se há uma Aliança e herdeiros, é necessário um testador, pois a herança, só chega aos beneficiários pela morte do testador, pois aí, o testamento é confirmado para que finalmente seja obtida a herança. Então, Cristo, como mediador da Nova Aliança, intervindo pela sua morte, para a remissão das transgressões, a fim de que todos recebam a promessa da eterna herança Hb 9:15,16. Ao mesmo tempo em que Jesus se manifestou para destruir as obras do diabo, anulou, assim, o decreto maligno sobre o a raça humana,
1 João 3:8c. E em fim, com a morte do testador, Cristo, o testamento é estabelecido como força de lei. Então, Agora, o que vale é o que diz o testamento (A PALAVRA DE DEUS). Ele se manifestou para tirar os pecados, tornar sem efeito a Natureza pecaminosa, pois diz: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. Rm 8:1. Desta forma, a morte que estava proposta ao homem, digo, a morte espiritual, (separação total de Deus Rm 6:23), é anulada pelo novo decreto, que firma uma Nova Aliança. Mas, diante disto, resta-nos saber algo; quem foi beneficiado com este decreto perfeito? Todos que agora recebem o Sacrifício, João 1:12. Pois sem derramamento de sangue não há remissão Hb 9:22. E ainda para confirmar o efeito deste decreto divino pela morte e ressurreição de Cristo, diz; “e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo.” Ef. 2:5ª. Sendo assim, a Natureza pecaminosa do homem foi vencida em Cristo. Foi julgada, tendo morrido com o Senhor na Cruz. Pois, “Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos. Porque, assim como, em Adão, todos morrem,assim também todos serão vivificados em Cristo.” I Coríntios 15:21;22. Assim, como houve separação em Adão, entre o homem e Deus, em Cristo a aproximação foi estabelecida. E ainda, que, “Quando Este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”, I Coríntios 15:54, diz assim, no futuro, porque, por um tempo a morte física ainda existe, como conseqüência da queda, porém,estando, os homens, livres da condenação, como veremos a seguir.

AS GARANTIAS DESTA ALIANÇA

Como testador e consumador desta Aliança de resgate, o Senhor Jesus, nos dá garantias, de que nossa herança, não é só futura, como nos textos analisados acima, e sim, presente e permanente. Rm 8:1,2 “ agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.” Alem, é claro, de nos garantir a consumação pelo penhor da nossa herança, pelo selo do Espírito Santo da promessa, para o resgate de sua propriedade. Efésios 1:13,14. Tornando-nos assim, aos resgatados pelo sacrifício aceito, Raça eleita, povo de propriedade exclusiva de Deus, I Pedro 2:9. E ainda, neste sentido, tendo começado a Vida Eterna no presente, João 5:24, Tem sua consumação total na Glória vindoura, onde a morte já não existe, não há luto, nem dor. Ap. 21:4. Pois tudo o que vivemos hoje, será passado. Em fim, o pior pavor de muitos, a morte, já foi aniquilada pela morte de Cristo na Cruz.

2 comentários:

  1. pastor,essa mensagem ficou tremenda!vou ter q comer 3 veses p/da na celulá.graças dou a Deus Pai, pela vida do pr.fica um abraço no coração,de seu dicipolo,rafaelmin12.shalom...

    ResponderExcluir
  2. OLÁ PASTOR JOSUÉ, GRAÇA E PAZ MEU IRMÃO.
    QUE PRECIOSA MENSAGEM!!!! FUI MUITO EDIFICADO. VEJO QUE O IRMÃO TEM A MESMA VISÃO QUE EU, POR ISSO ESTOU TE SEGUINDO, SOU O SEGUIDOR NUMERO 37.
    SERÁ UM PRAZER SEMPRE VISITAR O SEU BLOG, É MUITO BOM.
    ABRAÇOS COMPANHEIRO, E SE PRECISAR DE ALGO, CONTE CONOSCO.
    PR. CLAUDIO MORANDI.

    ResponderExcluir