Blog do Ap Josué Barbosa

sábado, 30 de março de 2013

A Páscoa do Senhor Jesus. Êxodo 12:27: João 20:1.


Ordenada por Deus.

A Páscoa foi ordenada por Deus ao povo judeu, este relato encontra-se em Êxodo capítulo 12:1-51. O significado de Páscoa é passagem, mas ao contrário que muitos pensam que é a passagem do povo Hebreu pelo mar vermelho, não é, e sim, como está descrito neste texto é a passagem divina, que trouxe morte ao Egito, pelos umbrais das portas que estavam marcadas com o sangue do cordeiro pascal, livrando-as da morte anunciada.

Para Entender a Páscoa.

Depois de um cativeiro de mais de quatrocentos anos, o Senhor livra seu povo com mão forte contra uma nação poderosa na época. Antes do livramento, o Senhor dar ordens ao povo por meio de Moisés sobre esta celebração 12:1-3.

Primeiro cada família deveria matar um cordeiro de um ano sem defeito 12:5, este cordeiro simbolizava Cristo, que seria posteriormente imolado pela humanidade, João 1:29. A família deveria está junta e unida junto ao cordeiro, se a família fosse pequena para o cordeiro poderia chamar o vizinho mais próximo 12:3-4, simbolizando unidade entre os homens e famílias da terra. Esta celebração antecedeu a décima praga do Egito que foi a morte dos primogênitos, 12:23; 12:12. Contudo, antes de ferir o Egito com morte, ordenou que os judeus ficassem em casa e que esta deveria está marcada com o sangue do cordeiro 12:22-23, para que houvesse livramento, 12:13. Desta forma, o que os livrou não foi o fato de serem judeus ou religiosos, mas a marca do sangue nos umbrais das portas, que apontava para Cristo. Entendemos, então, que o livramento do Senhor vem pelo cumprimento de suas ordens e não faz distinção de raça cor ou religião.  

A Páscoa Hoje.

Esta Celebração é importante para nós, pois foi neste período que o Senhor Jesus, foi morto e ressuscitou dos mortos. João 12:1 ,12; 18:39: 19:14. A Páscoa deveria ser compartilhada como já mencionamos. Os judeus deveriam comer carne assada com pães asmos (sem fermento) e ervas amargas. 12:8. As ervas amargas serviam para lembrarem-se do tempo de aflição da escravidão no Egito, pães asmos, a pressa com que saíram de lá por um livramento do Senhor.  Hoje, Cristo nos quer libertar da amargura da escravidão do pecado, da angústia da alma dos sentimentos de culpa, quer nos fazer passar da morte para a vida, João 5:24. Remete-nos para amargura de alma em que muitos vivem e iludidos, apenas vão vivendo, acostumados com tanta culpa. Pães asmos por que há pressa para sair deste estado de miséria de alma para um território de domínio exclusivo de Deus. Nesta páscoa devemos nos alimentar da mesa de Cristo, onde Ele é o próprio Pão que alimenta e sacia a fome, se alguém dele comer viverá eternamente. João 6:35, 40,48,51. Feliz Páscoa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário